Estreou na semana passada nos Estados Unidos a série PARENTHOOD, produção da NBC baseada no filme de 1989 estrelado por Steve Martin. Quem espera um simples remake do filme pode esperar sentado. Os conflitos da grande família Braverman não são parecidos com a antiga comédia, mas isso não significa que sejam ruins. Pelo contrário: Parenthood é um drama completíssimo, no qual vários bons arcos distintos se unem em um só quando o familião todo se reúne.

De saída, já ganha pontos por agregar um elenco talentoso formado por nomes facilmente reconhecíveis de outras séries. Há Lauren Graham (de GILMORE GIRLS), Peter Krause (de SIX FEET UNDER) e Brian Grazer (ARRESTED DEVELOPMENT), além de Monica Potter (TRUST ME e BOSTON LEGAL) e Erika Christensen (SIX DEGREES), entre outros. Na liderança do roteiro está Jason Katims, de FRIDAY NIGHT LIGHTS. Timaço.

O episódio-piloto não demora a engrenar e mostrar as conexões entre os personagens. Sarah, papel de Lauren, puxa a história novamente no papel de mãe solteira/separada, desta vez com dois filhos adolescentes para criar. A atual filha é o oposto da doce Rory ao qual estávamos acostumados em Gilmore: é a típica garota enxaqueca. Dá trabalho, está envolvida com drogas, desobece todas as ordens (curiosamente faz o papel da filha de Paul Weston em IN TREATMENT). É com a mala de arrasto que Sarah retorna à casa dos pais para morar temporariamente. Na cidade onde cresceu, acaba reencontrando um antigo amor.

Nada de comercial de margarina: fica claro que nessa família todos têm seus (muitos) defeitos. A exemplo de BROTHERS & SISTERS ou até mesmo MODERN FAMILY, cada personagem tem sua história a contar: pouca coisa parece “sobrar” neste episódio inicial, que deixa curiosidade para a sequência. Enquanto não se decoram os nomes dos 500 integrantes da família, o foco vai de um núcleo a outro apresentando suas peculiaridades. Há o casal preocupado com o filho único, que apresenta comportamento socialmente estranho na escolinha e em casa. Outro quase-casal composto por uma mulher louca para ter filhos, enquanto o namorado escapa de um compromisso mais sério. Ou ainda a esposa que trabalha fora muitas horas por dia e sofre quando a filha pequena só quer saber do pai nos raros momentos de lazer.

A criação dos filhos, como o nome da série sugere, é sim o fio condutor de toda a trama. Esperam-se aqueles conflitos típicos entre pais e filhos, claro, mas deve ser ampliado para as relações entre irmãos, tios, primos, cunhados. Cardápio completo para quem curte uma boa história de dramas pessoais sem ficar restrito a uma única trama, ainda que com o passar do tempo é natural que alguns núcleos cresçam mais que os outros e apareçam mais conforme a semana. Agora é torcer para que a audiência corresponda em números e a série garanta uma temporada completa.

File 1:
File Name: Parenthood S01E01.rmvb
File Size: 167 MB
Download Link: http://www.sendspace.com/file/10rsif

File 2:
File Name: Parenthood S01E02.rmvb
File Size: 141 MB
Download Link: http://www.sendspace.com/file/ve38q5

File 3:
File Name: Parenthood S01E03.rmvb
File Size: 143 MB
Download Link: http://www.sendspace.com/file/ae3a2k

File 4:
File Name: Parenthood S01E04.rmvb
File Size: 136 MB
Download Link: http://www.sendspace.com/file/6qxwoq

publicado por seriestvmp3 às 16:10